quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Descobrindo meu valor (porque concordo com Cris :)


Depois de anos passeando entre experiências, profissões e diferentes carreiras, acabei parando no inglês. O ccaa foi a única cia em que me mantive por anos, mas ontem, comecei a me questionar por quê? Recebo salários advindos dos cheques dos alunos, que chegam sem fundo, borrachudos etc, minhas horas extras não remuneradas são longas e cansativas e, segundo eles, obrigatórias. Corro de um lado para o outro, me esforço para ser boa, para dar uma boa aula, para não deixar o aluno na mão, já ouvi que sou uma professora que consegue manter os alunos na casa e por isto sou privilegiada com mais turmas, aí vem mais controvérsias... Me demitem, para não ter que pagar os impostos que a empresa deve ao governo, fico sem carteira assinada por todo o primeiro semestre, fico na rua da amargura em julho, sem receber um puto, porque os outros professores que acabaram de começar, mas que, rapidamente, caíram nas graças da diretora, foram privilegiados e estes mesmos professores têm o mesmo número de turmas que eu, que sou privilegiada... Depois de julho, fiquei desesperada, peguei 9 turmas e corro entre a Paralela e Itapuã, para no fial do mês ganhar R$700,00. Ontem, caiu sobre a minha cabeça um grande sino que não pára de estalar me dizendo que sou desvalorizada, que não desejo continuar e que esta escolha em ser desvalorizada foi minha, que me mantive nesta posição e hoje digo NÃ O. Ouvi ontem de Cris, que quando tem que ser, as coisas acontecem, basta a gente confiar. Acho que não estou confiando tanto assim em mim, porque se este fosse o caso a antiginástica já estaria acontecendo, como estou vendo acontecer com algumas colegas que nem eram da área... Ontem, tive uma luz, um raio, que me partiu ao meio, me dizendo que agora é a minha vez e que eu era mais desvalorizada que livros, cds, perfumes, todos eram mais caros que eu, em resumo, eu estou sem valor, para mim e para o outro e que esta é uma posição que já não desejo mais ( não desejo isto nem ao meu pior inimigo...) Chegou a hora de me dar valor!

2 comentários:

Cris disse...

Amiga, com certeza!!!Se você nao coloca um preco justo na sua mercadoria, nao é seu patrao quem vai colocar pra você!!! As relacoes de trabalho sao vias de mao dupla e as instituicoes que desrespeitam isso acabam perdendo os bons profissionais para outras que entendem que nao dá pra só tirar dos outros. Afinal de contas é dando que se recebe! Mas tenha paciência consigo mesma tbm. Em bom inglês: sometimes we have to pay our dues...

CCAA é uma boa etapa, mas é só isso ,esmo. Nao dá pa fazer carreira lá dentro pq eles nao respeitam o profissional o bastante pra isso. Se seu negócio estiver sendo inglês, tem muita escola séria por aí que vc poderia tentar. Mas se nao, como diria um apropaganda de Johnnie Walker "se nao agora? Entao quando?". Sacou? beijos e forca!!!(com c cedilha, num tô mandando cê se enforcar, nao. É que eu nao tenho todos os acentos no meu teclado hehehehe)

Cris disse...

Só mais uma coisinha: "Sem valor" nada!!! "descobrindo seu valor" hehehehe. Porque valer, vc vale e MUITO e sei q vc sabe disso!!